20 março 2011

Domingão-Delícia!

Nada de domingão do Faustão por aqui, caros leitores. Acordei às 6h00 da matina empolgadaça com mais um desafio: correr os 10km do Circuito das Estações Adidas.
Apesar de ter penado na semana que passou -- tive uma baita gripe que durou de domingo a quarta, e só pude treinar quinta, sexta e sábado -- minha empolgação estava a milhão.
Mas, apesar de toda essa empolgação, eu duvidava de mim. Faltando apenas alguns segundos para a largada, eu pensava "será que eu consigo correr os 10k?". Mesmo depois de já ter feito alguns treinos correndo essa distância (e uma prova, a do Circuito Vênus no dia 27 de fevereiro) sem muita dificuldade, eu duvidava. Eu não sei bem porque, mas sempre acho que não vou conseguir. Pode ser falta de autoestima ou algo assim, mas a verdade é que essa desconfiança funciona como um "pago pra ver" na minha cabeça e, mesmo estando acabadaça, recém-saída de uma gripe (que me levou para a cama por quase 3 dias), com o tempo chuvoso, o frio e a preguiça... eu fui correr!
E, mais uma vez, não estava sozinha: minha fiel companheira de treinos, a Eliana, estava lá, firme e forte, pronta para mais encarar mais um desafio.
Fomos a pé até o estádio do Pacaembu, de onde seria dada a largada, conversando alegremente com mais uma corredora que encontramos pelo caminho. Chegando lá, vimos que muita gente acordou cedo hoje, minha gente! A praça Charles Müller estava apinhada de corredores profissionais e amadores, todos loucos para correr.
Eu acho que o grande barato de qualquer atividade física é desafiar-se. Eu nem ligo se alguém está correndo mais rápido que eu ou pedalando melhor que eu. Meu negócio é me superar. Gosto de ouvir a briga que rola entre meu demônio e meu anjo internos: "você vai amarelar!", "que nada, vai lá que você consegue!", sabem como é? Isso vale para muitas outras coisas na minha vida. Coisas importantes e coisas sem muita importância. Isso acontece na hora de pegar um novo trabalho, na hora de enfrentar um percurso difícil com a LadyBike, na hora de enfrentar um desafio profissional ou pessoal, na hora de conquistar o gatão mais tchan-ran da festa e até na hora de criar meu filho. Primeiro, eu duvido. Depois, eu pago pra ver. E, finalmente, eu vou lá e ganho a parada. Podem me chamar de marrenta, mas é assim que eu funciono.
Beijokas da Fernanda.
Eu e Eliana antes da prova. Os "chapéus brancos" bem que podiam ter ficado de fora da foto, né?
Meu número de peito não tinha 44 (meu número da sorte) como das outras vezes. Foi o que bastou para deixar minha superstição em estado de alerta.
Ao final da prova, já com as medalhas no peito e a sensação boa de ter me superado. Mas foi difícil...
Tem sempre um "papagaio de pirata" de plantão, né?
Voltando a pé para casa, vi algumas coisas bonitas, como essa árvore carregadinha de pequenos frutos cor de laranja. Pena que estava só com o celular, pois a câmera dele não é muito boa e as cores ficaram meio "desmaiadas".
Azul, verde e marrom.
Azul, verde e cinza.
Dê a descarga.
Graffittis do meu amigo Onesto acima e abaixo.

7 comentários:

Lili Chiurco disse...

Fernanda!

Parabéns por mais essa corrida.
Fico muito contente que vc gostou da coisa e que conseguiu completar apesar da gripe!
Beijos

Lady Guedes disse...

Ai, Lili, estou só o pó hoje...
Esse percurso é bem mais difícil que o do Vênus. Muuuuuita subida! Mas mesmo assim me empolguei para fazer as 3 próximas etapas e completar a mandala de medalhas.
Virei o Mutley: "medalha, medalha, medalha, hihihihihi"
Bjks
F

marli disse...

٠•●ॐ●• Namastê • ٠•●ॐ●•
Bom dia, bom início de semana, parabéns pela prova, mais uma medalha para a coleção e missão cumpridda!!!

\o/ simbora correr!
Bons treinos,
Boas Pedaladas,
Boas energias,
@marlipalugan
www.marlipalugan.blogspot.com
..... ~o
......<\_
...(_)/(_) meu transporte diário!

Lili Chiurco disse...

É, o meu namorado já tinha me dito que o percurso era mesmo difícil. Parece até mais longo. Na primeira vez ele disse "Ah, é pegadinha né... tem mais que 10km esse negócio!"rsrs Mas o importante é que vc conseguiu! Fico muito feliz por vc ter conseguido mais essa vitória!
Agora é só superar a dor nas costelas e nas coxas que acabam com a gnt no dia seguinte né!rs
Beeijoss e boa semana
Lili

Lady Guedes disse...

Lili,
Seu namorado está certo, sabia? Pelo meu Nike+ o percurso deu 10.35, ou seja, 350m a mais. No final da prova, isso faz uma baita diferença, principalmente porque é uma leve subida.
Engraçado é que eu não fico com dores nas costelas e nem nas coxas. O que me pega são os joelhos e aquela parte redondinha dos pés. Ontem tive que fazer gelo pra aguentar a rebordoza, hehehe. Mas o meu problema mesmo é de RG velho e isso não tem cura, hahahahaha.
Bjks
F

Lady Guedes disse...

Marli,
Obrigada pelo incentivo. Boa semana pra vc!
Bjks
Fernanda

Lili Chiurco disse...

Que engraçado, a corrida pega lugares diferentes para cd um né... Mas de RG velho não nem nd aí viu? Tem sobra de saúde, isso sim!
Beeijoss