26 junho 2010

Bicicletada + Bistecão Ilustrado

A primeira Bicicletada a gente nunca esquece... 

Ontem participei da minha primeira Bicicletada, que é um movimento para divulgar a bicicleta como um meio de transporte, criar condições favoráveis para o uso deste veículo e tornar mais ecológicos e sustentáveis os sistemas de transporte de pessoas, principalmente no meio urbano. Parece chato, mas é muito, muito divertido! Leia mais sobre o movimento aqui.

Nos concentramos na pracinha ao final da Avenida Paulista e saímos por volta das 21h00, retornando lá pelas 23h30. O trajeto foi muito tranquilo, com uma única exceção - vergonhosa! - de um motorista que, nervosinho, jogou o carro para cima de uma das ciclistas e ainda saiu do carro querendo bater em quem estivesse por perto. Deu para ter uma noção da falta de respeito e da intolerância de alguns maus motoristas. Lamentável. Ele teve sua placa anotada e creio que acabou sendo objeto de um B.O. na delegacia, após o término do passeio.

Na próxima Bicicletada quero te ver por lá, hein?

Beijokas da Fernanda.


20h00 - Minha LadyBike na concentração na Praça das Bicicletas.

Os ciclistas vão chegando enquanto a avenida Paulista nos aguardava.

O Bruno (que já me salvou num passeio noturno ao consertar minha corrente quebrada) distribuindo flores e mexericas.

Eu e minha LadyBike ansiosas para começar o passeio.

A Bicicletada invadindo as ruas, todo mundo feliz,gritando "Menos carro, mais bicicleta!".

Nem precisa comentar, minha cara de alegria já diz tudo.

O pessoal na rua Joaquim Floriano, no Itaim.

A lua cheia, lindíssima, nos iluminando durante todo o trajeto.

A mascote, Magali, muito fofa!

Pausa num posto da avenida Brigadeiro Luís Antônio para checar a calibragem, comprar água, etc.

Chegada no restaurante Sujinho, onde acontecia o Bistecão Ilustrado, encontro mensal de ilustradores do qual faço parte. Hora de comer uma batatinha e tomar uma breja bem geladinha.

"A modelo da meia-noite": desenho com modelo vivo pra todos.

O Gil Tokyo, amigo querido, com um olho na modelo e outro no sketchbook.

Minha LadyBike no estacionamento ao lado do Sujinho. Paguei R$ 7,00 para deixá-la por lá, o mesmo valor que se tivesse estacionado um carro. Podia ser menos, né?


O mapa com os itinerários: o da Bicicletada está marcado em verde e pode ter uma ou outra rua errada; e o do meu percurso do Sujinho de volta para casa, altas horas da madrugada. Deu medo, mas cheguei sã e salva, feliz da vida e agradecendo a Deus por mais um dia de pedaladas pela cidade.


2 comentários:

Marcelo disse...

Muito bom! Eu tava lá na Bicicletada também, até falei com vc bem rápido porque já tinha visto seu blog. Na próxima levo minha máquina pra tirar foto sua e da sua bike chiques hehe Bjo, bom pedal e nos vemos por aí.

Lady Guedes disse...

Da próxima vez vou levar minha cachorrinha, Chanel.
Nos vemos por lá!
Bjks
F