14 junho 2011

O blog Minha Vida Eco-Chic está de luto.

Ontem, por volta das 14h, peguei minha bicicleta para ir a dois compromissos: um deles próximo à estação Clínicas do Metrô e outro na rua Mato Grosso, em Higienópolis. Ao atravessar a avenida Paulo VI, notei um engarrafamento grande numa via que, normalmente, não é movimentada. Ao me aproximar mais, vi uma bicicleta no chão, totalmente destruída. Meu coração ficou pequenininho e -- diferentemente do que acontece nessas ocasiões em que me deparo com acidentes -- ao invés de sair logo dali para não ficar com a imagem na cabeça, fiquei meio que hipnotozada, querendo entender o que havia acontecido. Perguntei a dois policiais que estavam por perto o que havia acontecido e eles me responderam, displicentemente: "um acidente, o ciclista morreu". Foi a primeira vez, em mais de um ano de constantes deslocamentos com a minha bicicleta por esta cidade, que vi algo assim e, devo confessar, fiquei chocada, mexida, com medo. Ao voltar para casa, já de noite, li na internet o que havia acontecido com o empresário Antônio Lorenzetti. Não tenho palavras suficientes para descrever o meu pesar e envio meus sinceros sentimentos à família, na esperança de que os pensamentos positivos de todos os ciclistas -- não só de São Paulo, mas de todo o Brasil -- lhes dê forças para encarar este momento de extrema dor.

Aos motoristas que me lêem, um apelo: respeitem o código de trânsito. Ao avistarem uma bicicleta nas vias da cidade, mantenham a distância mínima de 1,5m e reduzam a velocidade. Lembrem-se que conduzir um veículo é uma responsabilidade muito grande para ser encarada com desatenção ou leviandade.

Que Antônio descanse em paz e que nós, que aqui ficamos, possamos viver no trânsito também em paz.

Foto via IG.

4 comentários:

R.K disse...

eu não consegui nem postar sobre isso.... sabe quando faltam palavras? bem por aí.

Anônimo disse...

Nossa Fe triste... muito triste mesmo! Mas estou tentando acreditar que ele tinha um super propósito nesta vida, cuidar de todos os ciclistas que andam pela nossa cidade. Talvez somente um nome como o dele para ter uma repercussão e haver uma mudança de alguma forma para mais segurança e principalmente conscientização dos motoristas! bjus

Anônimo disse...

Tristeza...mais uma vítima...até quando?

A.Nônimo

Lili Chiurco disse...

Não tenho o que dizer. Tbm fiquei chocada, Fe...